09 agosto 2010

Satira de Filme...

People, eu vi um filme muito lindo esses dias, fala de morte, de vida de amor... Em fim!
Voltando ao post, o final é bem emocionate, (EU CHOREI!)
Resolvi fazer um texto desse final quando eu pensei se o filme era uma adptação, (até agora não sei)
Aí fico assim:
Depois de suplicar a mãe dele ela tinha conseguido entrarno seu quarto. Ela ainda sangrava, a dor consumia sua alma, mas não tanto quanto a culpa por mata-lo. Ela não entendia o “como” de estar ali, mas ela sabia o “porque” para salva-lo, e isso bastava. Pois ela iria usar seu ultimo sopro de vida para faze-lo. Desde agora sua vida não passará de um grande erro. Ela queria ter tido outra escolha, outro caminho, mas agora tudo parecia ser tarde de mais para ser feito, para ser mudado. Ecerto a vida de Nick. Ela o observou deitado na cama hospitalar, há via aparelhos ligados a ele, o único son do quarto era de um coração fraco.
Bip...bip...
Annie pegou a única coisa que lhe dava forças, o colar prateado que era da sua mãe, agora morta. Muitas veses era a única prova de que ela existira, seu pai havia tirado todas fotos dela da casa, hávia cremado seu corpo e jogado em qualquer lugar. Ela tinha medo de esquce-la, mas agora ela ía usalo para dar forças há ele.
“Eu sinto muito, seu eu pudesse voltar no tempo...” Ela sussurrava entra lágrimas.
Ela errolou o cordão prateado na mão dele e errolou a sua mão ensanguentada na dele. Ela se deitou ao seu lado, a dor era esmagadora e ela também buscava forças para salvar a vida dele. Ela fechou seus olhos, suplicando. A vida dele valia a pena ser salva, mas a sua não.
Nick os observava na cama, ele pensou o quanto a odiará quando pensou que ele estava morto, pensou no quanto ela parecia vida e bunita dançando, pensou no irmãozinho dela. Ele queria poder abraça-la, protege-la, dizer que tudo ía ficar bem mas ele não conseguia. E ele foi se afastando, como algo involuntário, seus pés dando passos para trás. Ele não sabia se estava morrendo ou voltando a viver, mas voltar para escuradão era assustador.
Ele não se lembrava de ter fechado os olhos, mas eles estavam fechados, quando ele os abrio vio Annie ao seu lado, vio a luz do teto que ía de encontro com os seus olhos. “Annie” ele sussurou para ter certeza de que era real. Ela olhou para ele, bem no fundo dos olhos dele, e ele acreditou na sua vida. “Eu quero fazer algo bom, Nick” Ela dizia. “Você já fez, você me salvou, você me salvou Annie”
Sua alma se encheu de paz, com as palavras dele, ele tinha razão, ela consiguirá salva-lo. Ela se sentio realizada, ela não consiguia ter um momento de paz desde a morte da sua mãe. Mas agora Nick havia lhe dado isso.
Ele sentio quando o aperto da mão ensanguentada dela se afrochou, sentio que não tinha mais uma respiração fraca no seu ouvido, sentio a vida dela se esvair, ali, ao seu lado.
“Você me salvou Annie”
Ele não se lembra quantas veses ele repitio isso antes de cair na incociência.

P.s: O nome do Filme é "O invisivel"

UmBeijo!
UmCheiro!
by: ⓐⓝⓘⓝⓗⓐⓐ

4 comentários:

livrosya disse...

nossa!
que lindo!!
eu queroo
!!!

fatinha,,,,,,,,,, disse...

olá linda passano pra deixa um grande bj ,,,,, +uma vez obrigado pelo selinho,,,,

ɑɳiɳɦɑɑ & Iɑรɱiiiɳ. disse...

Vlws!!! ^^

Outro beej!

Jenny'H disse...

eii meninas, eu fiz um desafio.

tá la no meu blog, pegem la espero que gostem.

Um beijo e um queijo.

kkk

Jenny'H

Solte sua criatividade!

!-- Inicio do codigo de navegacao -->